quarta-feira, outubro 10, 2007

Num relatório
sobre a situação em se vive num dos bairros de lata nos arredores de Lisboa, candidato à ajuda da União Europeia, estranha-se que apenas 6% das familias disponha de instalações sanitárias próprias, enquanto 87% tem televisão, algumas com ligação à TV - Cabo.
Eu acho naturalísimo, pois sem a retrete ainda um gajo vai passando, assim o intestino funcione - que isso é que é importante - mas, sem televisão não há hipotese de ver telenovelas nem futebol.

2 comentários:

Anónimo disse...

isto prova que quem vê muita televisão não precisa de sanitários, porque a tv ocupa o lugar da comida, logo não precisam de cagar

Anónimo disse...

para falar de qualquer coisa mais séria, visto se tratar da nossa carteira... quem não conhece uma pessoa que tivesse sido "flashádo" pela nossa querida policia? leram o jornal "Auto Plus" desta semana? É simplesmente inacreditável, que estejamos a encher os bolsos do Estado, através de meios fora da lei e fraudulentos!!