terça-feira, maio 18, 2004

Paixão de Cristo
Depois de visionar o filme “A paixão de Cristo”, fiquei a pensar qual seria a diferença entre este e os filmes do “Rambo”: o guião do Rambo era mais bem conseguido, mas este tem mais sangue. Em termos de diálogos, tanto o Rambo como Cristo, quando falavam não se percebia nada do que diziam. Ainda que no filme “A paixão de Cristo”, Judas, que tinha tudo para ser uma personagem marcante do filme, morra antes do meio do mesmo, o que é uma falha grave, o que me leva a escolher o “Rambo” é que, ao contrário deste, a “Paixão de Cristo” deixa, descaradamente, uma porta aberta para a realização de uma sequela.

Sem comentários: