segunda-feira, julho 12, 2004

CURIOSIDADES
No arquivo Distrital de Viseu existe um documento cuja data não foi possível precisar, mas que parece ser do início deste século.
É um certificado passado por uma parteira da época, chamada Bárbara Emília, natural de Coira, Viseu, a pedido de uma jovem que pretendia libertar-se da difamação e provar a sua virgindade, para contrair casamento.
O documento diz assim: "Eu, Bárbara Emília, parteira que sou de Coira, atesto e certufico pula minha onra que Maria de Jesus tem as partes fudengas tal e qual como nasceu, insceto umas pequenas noidas negras junto dos montes da crica que a não serem da nascença sarão porvenientes de marradas de piça."
Um documento histórico que vale pela sua autenticidade...

Sem comentários: