sexta-feira, outubro 17, 2003

Hoje sinto-me particularmente inpirado. Não, não está mal escrito. Eu explico: in quer dizer dentro, e pirado quer dizer maluco, e é assim que eu me sinto: maluco por dentro, com o meu estomago aos pulos e os meus intestinos tão cheios de gases que : só cá falta o Carlos Fino para comentar os rebentamentos em directo, que : se eu vivesse no Iraque, estava agora na CNN, ao lado de um soldado Americano, que estava a ser condecorado por ter descoberto o depósito das armas químicas iraquianas, que : amanhã, em toda a comunicação social,vai sair a noticia da descoberta de mais uma jasiga de gás natural, mas impossível de explorar. Não, deves tar'ma estranhar.
Agora tenho de "basar", porque já não consigo estar ao pé de mim.

Sem comentários: